APÓS A REPERCUSSÃO DO PROJETO COM POLVOS DE CROCHÊ, GRUPO SE REÚNE E ENTREGAM MAIS BONECOS A MATERNIDADE DO HNSA.

 

 

Em dezembro, quando foi divulgado o início do projeto “Polvo Terapêutico” junto aos recém-nascidos prematuros da UTI Neonatal, um grupo de mulheres crocheteiras logo manifestou o interesse em ajudar a ação e através do amor pelo artesanato puderam somar forças a esse lindo projeto.

No último dia 18, Telma Costa e Penha Siqueira, representantes do “Amigas Unidas Pelo Crochê” foram pessoalmente a Maternidade fazer a entrega de 12 bonecos, todos confeccionados pela Telma e de acordo com as especificações e exigências, como tipo de linha e dimensões.

Para Penha, além dos benefícios mensurados através do contato do bebê junto ao polvo, existe o afeto registrado junto à família também, que se alegra ao ver o cuidado e o carinho para com seus filhos.

O HNSA agradece imensamente o gesto de bondade e amor ao próximo, e nossos pequenos guerreiros se sentirão ainda mais acolhidos, não só pelos benefícios dos bonecos, mas sim pelo amor compartilhado em torno deles.

O grupo “Amigas Unidas pelo Crochê” está recebendo doação de materiais para mais confecções e interessados poderão entram em contato com elas através do telefone (33) 999684325 (Penha) ou pela página de mesmo nome no Facebook.

 

 

CONTRATA-SE MÉDICOS PEDIATRAS

O Hospital Nossa Senhora Auxiliadora contrata médicos pediatras para a escala de plantão
presencial do Serviço de Urgência e Emergência (Pronto Atendimento) e ainda pediatras para
escala presencial de UTI Neonatal.
Valor do plantão porta: R$ 800,00
Valor do plantão UTI neonatal: R$ 800,00

Interessados entrar em contato pelo telefone (33) 3322-6400 em horário comercial ou cadastrar o currículo no site.

Cadastre seu Currículo

TRABALHE COM A GENTE

UTI NEONATAL DO HOSPITAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA ADERE À PROJETO EUROPEU – POLVOS TERAPÊUTICOS

Para bebês prematuros, os mais delicados estímulos podem significar um crescimento do tamanho da própria vida. Nascido na Dinamarca, o projeto vem ajudando bebês recém-nascidos prematuramente a se sentirem mais seguros e confortáveis nas incubadoras das maternidades através de algo simples, eficiente e bastante fofo: Polvos feitos de crochê.

Porque polvo? Porque tem vários braços para abraçar o bebê; porque os tentáculos assemelham ao cordão umbilical, são macios e ideais para serem agarrados, e assim evita que os bebês puxe os fios e sondas; imagina-se que ao tocá-los os recém-nascidos lembram do aconchego do útero; o polvinho transmite calma, proteção e amor ao recém nascido.

O “Projeto Polvo Terapêutico” como é chamado, ainda em fase experimental, está colorindo os leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora em Caratinga, através da primeira doação de polvos realizada pelo médico pediatra da unidade Dr Jonas Hintze.

Segundo a enfermeira responsável pela UTI neonatal do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora – Cheila Cristina Pires, os bonecos de crochê são feitos em fios 100% algodão, com oito tentáculos de 22 centímetros e antes de serem colocados nas incubadoras, os bonecos são esterilizados para evitar infecções, além de uso exclusivo, podendo levar para casa após a alta hospitalar, informa também que ainda não há evidências científicas dos benefícios do uso dos polvos de crochê para os bebês prematuros, e o que temos até agora são relatos de experiências. Dito isso, reforçamos nosso desejo de que comecem a ser documentados os resultados desta iniciativa.

Abraçando a causa

Agradecemos a doação dos primeiros polvinhos feita pelo médico pediatra Dr Jonas Hintze, e informamos que aceitamos mais doações, tanto dos bonecos, quanto da linha de crochê 100% algodão. Maiores informações entre em contato com equipe neonatal HNSA.

HNSA promove jantar em homenagem aos doadores de sangue

Foi realizado no último dia 25/11, domingo, o jantar anual em comemoração ao Dia Nacional dos Doadores de Sangue.

Celebrado exatamente nesta data, 25 de Novembro, o dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue enaltece esse ato de solidariedade e compaixão pelo próximo. A data também serve para informar e conscientizar a população sobre a importância de ser um doador de sangue, devolvendo a vida a inúmeras pessoas.

Em especial, o HNSA buscou homenagear os doadores voluntários que ao longo do ano participam de suas campanhas de doação junto ao Hemoninas de Governador Valadares e assim colaboraram para a manutenção do estoque de bolsas em nossa região.

Para ilustrar a importância da doação, apenas em nosso Hospital cerca de 100 bolsas são utilizadas por mês, sendo destinadas a todo tipo de pacientes.

Em um gesto de bondade, o espaço para a confraternização foi cedido pelo Lions Clube da Estação e o evento contou com palestras, sorteios de brindes e um jantar delicioso, preparado pelas funcionárias da Cozinha do HNSA.

Importante destacar que todo o evento foi realizado através de doações de itens do jantar, ajuda financeira dos próprios funcionários e médicos da instituição, venda de rifas entre outros.  Contamos com o apoio das seguintes empresas: Frical, Clirad, Laboratório Nossa Senhora Auxiliadora, Siccob Saúde e Clirenal (Dr. Eli).

Parabenizamos nossos doadores e esperamos que esse número distinto de pessoas cresça a cada ano.

Caso tenha interesse em ser um doador, obtenha maiores informações através do telefone (33) 3322-6400 e o HNSA irá te acompanhar nessa missão especial.

HNSA AGRADECE AO DEPUTADO FEDERAL MAURO LOPES

 

O Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, uma instituição centenária de relevância regional, responsável por levar saúde a microrregião de Caratinga, tem enfrentado várias crises financeiras durante a sua longa trajetória.

Nos últimos meses conseguimos amenizar nossas dificuldades financeiras com o apoio do Deputado Federal Mauro Lopes, que destinou em Julho de 2018, um recurso  para custeio no valor de R$ 3 milhões.

Com esse recurso foi possível efetuar o pagamento de cinco meses de escalas médicas, somando um total de R$ 2.165.888,10; honrar ainda o pagamento de serviços de apoio e diagnóstico como exames laboratoriais, raios-X, tomografia, ultrassonografia e endoscopia no valor total de R$ 208.701,09; aquisição de materiais e medicamentos no valor total de R$ 346.499,18 e o restante do recurso R$ 278.911,63 foram utilizados para aquisição de produtos necessários para o bom atendimento aos pacientes, como: gases medicinais, gêneros alimentícios, manutenção de máquinas e equipamentos.

O Hospital Nossa Senhora Auxiliadora por meio do seu provedor vem manifestar profundo agradecimento ao Sr. Deputado Federal Mauro Lopes pela indicação do recurso. Realçamos que gestos como esses, nos ajudam a realizar nosso trabalho: “Servir com amor e empenho priorizando a vida”.

 

HNSA realiza a 25ª SIPAT

Aconteceu na última semana, do dia 19/11 a 23/11, no auditório do HNSA a 25ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho – SIPAT.

Anualmente realizado, o evento tem como principal objetivo promover o conhecimento e a conscientização dos funcionários sobre prevenção de acidentes, saúde e segurança no local de trabalho.

A semana foi recheada de palestras, orientações, sorteios de brindes e confraternização com deliciosos lanches ao final.

Para cada dia foi abordado um tema de relevância para os profissionais da instituição. Tivemos a presença dos seguintes profissionais palestrantes: Dra. Alice Santana, que abordou o tema de extrema importância que são as doenças sexualmente transmissíveis; Dr. Inácio Bittencourt, que palestrou sobre a acidentes de trabalho e contaminação por perfurocortante; a psicóloga Isabela Dutra, com reflexões sobre o estresse no trabalho e para finalizar o Coach Íthalo Ribeiro, que trouxe um sopro de energia e entusiasmo para os presentes.

Gostaríamos de agradecer a todos os apoiadores e patrocinadores do evento, pois toda a realização só foi possível mediante doações e disponibilidades dos convidados palestrantes.

Nosso muito obrigado ao Supermercado do Irmão, Supermercado Soares, Lojas Americanas, Supermercado Boa Opção, Lojas Costão, Eletropeças Santa Luiza, Lojas V&M, Del Rey Calçados, Mpires, Johnson & Johnson, Livraria Caratinga, Podium, Drogarias Pacheco, Funerária Nossa Senhora das Graças, Criança e Clarisse, Supermercado Speciale, Mercearia Pereira, Sacolão Aparecida, Ronaldo Refrigeração, Salão Sempre Bela, Dona Eva, Levi da Sentinela, Ademir, e Rosana Almeida.

Os profissionais do HNSA: Dr. Ivan Benedito, Dr. Lúcio, Dr. José Maria, Dr. Michel Nacif, Dr. Neto, Dra. Andrea, a Téc. Cleusa, Irmã Terezinha e tantos outros que possibilitaram a realização de mais uma Sipat de sucesso.

HNSA APRESENTA SEU NOVO DIRETOR TÉCNICO

Marcelo Cruz Neves, 48 anos, é o novo diretor Técnico do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora.

Casado, pai de 02 filhos, Dr. Marcelo é formado pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e possui Residência Médica em Urologia pelo Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, onde inclusive trabalhou por 10 anos. Com larga experiência ao longo dos 26 anos de carreira, ele chega para somar esforços no resgate do HNSA.

Sua ligação com o Hospital iniciou através da igreja, entendendo que se trata de uma instituição centenária, de extrema importância regional, responsável por levar saúde a uma abrangência de mais de 200.000 habitantes.

Na função de Diretor Técnico, Dr. Marcelo destaca o compromisso em dar continuidade ao trabalho iniciado pelo seu antecessor, reestruturando o corpo clínico a fim de oferecer atendimento de alta qualidade para os cidadãos, bem como garantir condições de trabalho aos profissionais médicos.

Entre as atribuições do cargo, a Direção Técnica é responsável por prover contratações para o corpo clínico, acompanhar o cumprimento das escalas, eliminando lacunas e faltas. Ainda certificar-se da habilitação dos profissionais, sua qualificação e especialidades.  Além disso, deve assegurar condições dignas de trabalho no ambiente médico.

O HNSA deseja boas-vindas ao seu novo Diretor Técnico!

                                                 Marcelo Cruz Neves

Hospital amplia cobertura de serviço de fisioterapia no CTI

CARATINGA – O Hospital Nossa Senhora Auxiliadora (HNSA) ampliou a cobertura do serviço de fisioterapia no CTI (Centro de Terapia Intensiva), que agora passa a contar com o serviço no turno diurno e noturno, perfazendo 17 horas diárias inicialmente, o objetivo será as 18 horas de cobertura posteriormente.

“A ampliação do serviço está embasada na melhoria da assistência neste setor, como também em atender a legislação da ANVISA e do Conselho Federal de Fisioterapia “COFFITO”, que legitima a presença do profissional fisioterapeuta por um período mínimo de 18 horas diárias no CTI”, explica o fisioterapeuta Wanderson Fagner Gomes, que é o coordenador do Serviço de Fisioterapia do HNSA.

O serviço de fisioterapia no HNSA presta assistência na UTI Adulto, UTI Neonatal, Sala de Parto e Enfermarias aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde). Sendo um fisioterapeuta exclusivo para a UTI Adulto e um fisioterapeuta exclusivo para a UTI Neonatal como propõe a legislação.

Segundo o coordenador, os profissionais fisioterapeutas desempenham um papel imprescindível na assistência nas Unidades de Terapia Intensivas (UTIs), são responsáveis pelas admissões e altas dos pacientes juntamente com toda equipe, condução do paciente em ventilação mecânica e oxigenoterapia, aplicação de terapias respiratórias que reestabelecem as doenças respiratórias e de terapias motoras que melhoram o condicionamento físico e previne complicações circulatórias dos pacientes com pouca mobilidade ou acamados. “Neste contexto, as pesquisas demonstram que a presença do fisioterapeuta por um período maior que 12 horas diárias de atuação no CTI, diminui o tempo de ventilação mecânica e necessidade de oxigênio, previne ou ameniza sequelas das doenças, reduz as taxas de infecções hospitalares, previne a ocorrência de úlceras de pressão e trombose venosa profunda, diminui o tempo de internação ou taxa de ocupação dos leitos, permitindo uma alta mais precoce e consequentemente reduz os custos hospitalares”, finaliza fisioterapeuta Wanderson Fagner Gomes.

Fonte: https://diariodecaratinga.com.br/?p=61801

Grupo de gestantes do Hospital “GESTAR É VIDA”

E dever dos serviços e dos profissionais de saúde acolher com dignidade a mulher e o recém-nascido, enfocando-os como sujeito de direitos. Considerar o outro como sujeito e não como objeto passivo da nossa atenção é a base que sustenta o processo de humanização.

Por isso nos dias 30/10/18 e 06/11/18 ás 14 horas, aconteceu nas dependências da Maternidade Grimaldo Barros de Paula o 4º e 5º encontro do grupo de gestantes “GESTAR É VIDA”, com o objetivo de possibilitar o intercambio de experiências e conhecimentos, sendo considerada uma forma de promover a compreensão do processo de gestação, onde ocorre uma troca de informações vivenciadas entre as mulheres e os profissionais de saúde, promovendo acolhimento e apoio neste momento delicado da vida dessas mulheres.

Na oportunidade gostaríamos de agradecer a Drª. Sara, equipes das unidades básicas de saúde, NASF e as gestantes dos municípios de Piedade de Caratinga e Vargem Alegre, que não mediram esforços para comparecerem nos encontros.

A chegada de um filho é um momento mágico na vida de uma mulher, e por este motivo, a preparação para o nascimento do seu bebê é imprescindível.

A equipe da Maternidade Grimaldo Barros de Paula do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora está de braços abertos para acolher as gestantes da melhor forma possível.

Os interessados em participar do grupo de gestantes, favor entrar em contato com a recepção da maternidade, deixar nome e numero de telefone, que entraremos em contato posteriormente.

Maternidade implanta fisioterapia em sala de parto

Objetivo é prestar assistência ao recém-nascido

CARATINGA – A maternidade Grimaldo Barros de Paula está com mais um projeto. Foi implantada a fisioterapia em sala de parto. Segundo o fisioterapeuta Wanderson Fagner Gomes, este projeto foi desenvolvido pelo anseio de intervir mais precocemente na população neonatal ainda em Sala de Parto, “particularmente nos prematuros, na tentativa de mudar o desfecho da recepção desses recém-nascidos na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, reduzindo os fatores de risco para a mortalidade infantil”.

Serviço já foi implantado na maternidade

Segundo Wanderson Fagner, que é também coordenador do Serviço de Fisioterapia do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, a prematuridade representa um desafio na assistência perinatal, necessitando de avanços tecnológicos e contínuo treinamento para lidar com esta condição. “No Brasil acontecem aproximadamente 350 mil partos prematuros ao ano, que são decorrentes de complicações que levam à interrupção da gestação, sendo considerada uma gestação de alto risco”, explica o coordenador.

Diante desse quadro, a Maternidade do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora é referência para Caratinga e região a gestante, parto e recém-nascido de alto risco “prematuro” pelo Sistema Único de Saúde (SUS), “pois conta com uma retaguarda de leitos de UTI Adulto para a gestante ou puérpera e UTI Neonatal para o recém-nascido, tendo uma equipe formada por enfermeiros, fisioterapeutas e médicos que prestam assistência especializada nesta área”.

Quando se trata do paciente neonatal, a fisioterapia tem grande protagonismo na sobrevida dessa clientela. “No que concerne, a implantação do Serviço de Fisioterapia em Sala de Parto, está embasada na capacidade desses profissionais intervir junto aos médicos pediatras nas manobras de reanimação neonatal, pois quando executada por profissionais capacitados reduz o risco de complicações agudas como a hipóxia e a hemorragia intra-periventricular”, explica o coordenador.

De acordo com o fisioterapeuta Wanderson Fagner, outro papel importante da fisioterapia é o de poder iniciar a ventilação mecânica não invasiva “CPAP” e invasiva de forma precoce em Sala de Parto e durante o transporte do recém-nascido até a UTI Neonatal, “que quando realizada ainda na Sala de Parto e no transporte reduz a necessidade de ventilação mecânica invasiva na UTI, diminui a dependência de oxigênio e consequentemente reduz risco do recém-nascido de desenvolver broncodisplasia pulmonar, doença a qual pode repercutir durante toda a infância”.

Fonte: https://diariodecaratinga.com.br/?p=61361&fbclid=IwAR0TCdm5CQdxpj7HiBk0jkXpqsNefzmlc3wT6V5b47oA8EhEfDI9VX_ZSzA