:: INSS
:: Gama Saude
:: Capesaude
:: GEAP
:: Orizon Brasil
:: Usisaude
:: Caixa Ecomica Federal
:: Vitallis
:: Forluz
:: Policia Militar
:: DATASUS
:: AMIL
:: Bradesco Saude
:: Cassi
:: Operass
:: Fundacao Pampulha
:: DPRO Policia Militar
:: UNEC
:: SUSFACIL
:: CONTRIBUIÇÕES
Vitaminas: verdades e mitos

Na vida moderna, sobra pouco tempo para cuidarmos de nós mesmos e desta máquina maravilhosa que é nosso corpo. Para que o nosso organismo funcione com equilíbrio, e para que possamos atingir o máximo de atividade metabólica, necessitamos de um grande número de substâncias que participam e controlam ativamente todas as reações químicas e são imprescindíveis para nos mantermos vivos e saudáveis. Estamos falando das vitaminas, antioxidantes, oligo-elementos, minerais e nutrientes.

Até bem pouco tempo, achava-se que uma dieta bem balanceada, com alimentos naturais, frutas e verduras seria a garantia de reposição destes elementos. Os estudos recentes mais avançados na área da nutrição humana mostram, porém, coisas bem diferentes do que inicialmente acreditávamos.

Mesmo que tenhamos a mais "balanceada" e "equilibrada" das dietas, não conseguimos nutrientes e vitaminas suficientes para suprir as necessidades diárias, apenas com alimentos, mesmo os mais frescos e naturais. O esgotamento do solo, a excessiva industrialização dos alimentos que os modifica e refina, retirando a maior parte de suas propriedades e a baixa concentração de nutrientes e vitaminas nos próprios alimentos naturais tornam virtualmente impossível o perfeito funcionamento do nosso organismo.

Além do mais, a enorme quantidade de aditivos artificiais, pesticidas e uma infindável quantidade de substâncias tóxicas usadas e misturadas com os alimentos, agravam ainda mais os problemas.

O número de obesos e pessoas com alergias alimentares atinge hoje proporções de uma epidemia. Só para se ter uma ideia, cerca de 35% de toda a população americana está classificada no grupo de obesos. Para piorar tudo, os estudos atuais demonstram que nossa capacidade de absorver vitaminas e nutrientes à partir dos alimentos, diminui dramaticamente á medida em que envelhecemos. Há ainda um último agravante: todos os estudos demonstram que as doses de vitaminas, nutrientes e antioxidantes necessários para eliminar os riscos de várias doenças, são incomparavelmente maiores do que as chamadas "doses recomendadas diárias".

Tomemos como exemplo a vitamina C. Para evitar o desenvolvimento de doenças como o escorbuto e outras mais, são necessários 60mg diários. Porém, para que esta mesma vitamina C passe a agir como um poderoso antioxidante e estimulador do sistema imunológico, é indispensável ingerir um mínimo de 1500 a 2000 mg diários, como vemos, uma diferença colossal e que exigiria a ingestão do suco de oitenta laranjas!

Não é difícil concluir, que se torna virtualmente impossível obter doses protetoras e terapêuticas de todos os nutrientes, vitaminas, minerais, enzimas e outros componentes, apenas através da alimentação.

Ainda mais: os mesmos estudos demonstram que muitos dos nutrientes, vitaminas e minerais indispensáveis ao nosso organismo, são absorvidos de maneira incomparavelmente mais eficiente através da ingestão de suplementos do que dos próprios alimentos!!!

Moral da história: não é mais possível aceitar a ideia ultrapassada de que suplementar vitaminas é um luxo desnecessário e que se você tem uma alimentação natural estará repondo "tudo o que precisa" para manter-se saudável. Suplementos são, na verdade, um serviço diário de entregas, que fornece a totalidade de nutrientes que você necessita para atingir seu estado ótimo de saúde.

Converse com seu nutricionista, converse com o seu médico, passe adiante estes novos conceitos para os seus amigos e familiares, e, esteja certo, atingir o seu máximo potencial, passa, obrigatoriamente, pela correta suplementação nutricional.

Dr. Ítalo Rachid

Disponível em:

http://www.sandraregina.med.br/medicinaintegrativa/antienvelhecimento/vitaminas.htm

HOSPITAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA - Rua Dep. José Augusto Ferreira, 89 - Centro Tel. (33) 3322-6400 - Caratinga - MG
Desenvolvido pelo Dpto.Tecnologia da Informação